CURSO DE BÍBLIA PARA INICIANTES

AULA 15 - APOCALIPSE DE JOÃO.

QUEM TEM MEDO DO APOCALIPSE ? :

Quando você assiste à televisão, pode ver novelas, noticiários, filmes, documentários, programas de humor,
esportes, etc... Para cada tipo de programa você dá um tipo de atenção. Se num programa humorístico ou numa
novela alguém gritar que o mundo está acabando, com certeza você não levará isto a sério. Você sabe que não
é de verdade

Nos livros também você sabe separar o que é real do que é pura ficção ou fantasia.

A Bíblia reúne uma variedade enorme de tipos de textos ou gêneros literários.

Na Bíblia também encontramos novelas, estórias de amor, poemas épicos, estórias de heróis, discursos,
parábolas, alegorias, orações, profecias, oráculos, e um gênero muito peculiar chamado APOCALIPSE.

Nos livros canônicos, ou seja, os considerados inspirados por Deus, só há dois apocalipses:

O livro de Daniel no AT e o Apocalipse de João no NT.

Existem outros apocalipses entre os livros apócrifos.

Veremos isto na aula sobre os textos apócrifos.
Mas desde já vamos eliminar um preconceito:
o de que todo livro apócrifo é ruim ou "do mau" e não deve ser lido.

Isto é uma grande bobagem!!!

A maioria dos apócrifos pode ser lida sem problemas e traz boas instruções para uma vida justa e cristã.

É claro que existem textos apócrifos que são contrários à sã doutrina cristã, mas isto não quer dizer que você não
possa lê-los. Aliás, como você poderá refutá-los se não os conhecer antes? (2 Tm 3,17)

O GÊNERO APOCALIPSE:

O que deve conter um texto para receber o título de APOCALIPSE ?

A Bíblia de Jerusalém na introdução ao Apocalipse de João diz:

"O termo APOCALIPSE é a transcrição duma palavra grega que significa REVELAÇÃO; todo apocalipse supõe,
pois, uma revelação que Deus fez aos homens, revelação de coisas ocultas e só por Ele conhecidas, especialmente
de coisas referentes ao futuro.
É difícil definir exatamente a fronteira que separa o gênero apocalíptico do profético, do qual, de certa forma,
ele não é mais que prolongamento; mas enquanto

os antigos profetas ouviam as revelações divinas e as transmitiam oralmente,

o autor de um apocalipse recebia suas revelações em forma de visões, que consignava em livro.


Por outro lado, tais visões não têm valor por si mesmas, mas pelo simbolismo que encerram, pois, em um
apocalipse tudo ou quase tudo tem valor simbólico:

os números, as coisas, as partes do corpo e até as personagens que entram em cena.

Ao descrever a visão, o vidente traduz em símbolos as ideias que Deus lhe sugere, procedendo então
por acumulação de coisas, cores, números simbólicos, sem se preocupar com a incoerência dos efeitos
obtidos. Para entendê-lo, devemos, por isso, apreender a sua técnica e retraduzir em ideias os símbolos que
ele propõe, sob a pena de falsificar o sentido de sua mensagem."

( Biblia de Jerusalém – Editora Paulus - 2014 - Introdução ao Apocalipse de João. Pág.2139)

O SIMBOLISMO NO APOCALIPSE E NA BÍBLIA EM GERAL:

Números:

O número 3:A Trindade Santa. O três significa equilíbrio, segurança. É o número da divindade.
O número 4: A totalidade cósmica.
O número 7: É plenitude, perfeição, totalidade, intuição, espiritualidade, vontade, consciência, etc. Os sete espíritos
de Deus que simbolizam o Espirito Santo e os seus 7 dons: Sabedoria, Inteligência, Conselho, Fortaleza, Ciência,
Piedade e Temor de Deus.
O número sete na história da humanidade aparece várias vezes:
São sete as maravilhas do mundo.
São sete os pecados capitais.
São sete os dons do Espirito Santo.
São sete as notas musicais.
O gato tem sete vidas.
Roma é a cidade das sete colinas.
São sete os mares.
Falamos do máximo quando falamos sobre o sétimo céu.
São sete as cores do arco-íris.
O sete não tem múltiplos ou divisores. É um número primo.

O número 3,5: Metade de sete. Significa uma etapa incompleta.
O número 10: De totalidade.
O número 12: Das tribos ou povo de Deus. 12 x 12 ou 12+12 significa todo o povo de todas as tribos. O povo de Deus.
O número 1000: Significa um número muito grande. Não significa 999+1, mas algo incontável, quantidade infinita.

Cores:

Branco: Significa vitória, poder ou dominação do vitorioso. Os atletas vitoriosos vestiam vestes brancas.
Vermelho: Significa sangue, morte, violência, perseguição,etc.
Preto: Significa epidemia, morte, fome, miséria.

Simbolos:

Céu-Terra: A luta entre o bem e o mal.
Cordeiro: Cristo morto e ressuscitado
24 anciãos: (12+12)A totalidade das pessoas que louvam a Deus.
Coroa: Prêmio, conquista, troféu. O que recebe o atleta ao vencer uma prova.
Chifre: Poder, força, domínio.
Olhos: Conhecimento, inteligência, percepção, perspicácia.
Diadema: Ornamento do rei, sinal de poder.
Cabelos Brancos: Vida eterna, imortalidade.
Mar ou Abismo: Ligação com o mundo dos mortos. Símbolo negativo , lugar de rejeição a Deus.
Anjo: Mensageiro.
Animais: Leão(Realeza), Touro(Força), Homem(Inteligência) e Águia(Velocidade e altura).
Representam toda a criação de Deus, a vida que flui de Deus.

A igreja primitiva (Irineu e Agostinho) associou estes quatro seres aos quatro evangelistas.

Mateus- Homem - Porque seu evangelho começa com a geração humana.
Marcos- Leão - Porque começa com o clamor no deserto.
Lucas - Touro - Porque começa com o sacrifício.
João - Águia - Porque começa com a divindade do Verbo.

LISTA DE SÍMBOLOS DO APOCALIPSE (www.abiblia.org)

1. SETE IGREJAS: O número 7 sete simboliza perfeição ou completo.
2. SETE ESPÍRITOS: É o Espírito Santo de Deus (Isaías 11,2).
3. ALFA E ÔMEGA: É a primeira e última letra do alfabeto grego e significa o princípio e o fim (Apocalipse 22,13).
4. SETE CANDELABROS DE OURO: São as sete igrejas da Ásia (Apocalipse 1,20).
5. JESUS NO MEIO DOS CANDELABROS: Ele está presente, perto e não longe (Mateus 28,20).
6. VESTES LONGAS: Jesus é vestido como o sumo sacerdote (Êxodo 28,4; 29,5).
7. A CABEÇA E O CABELO DE BRANCO: Branco simboliza pureza e justiça.
8. OLHOS COMO CHAMA DE FOGO: Seu olhar vê tudo que acontece (Hebreus 4,13; Apocalipse 19,12).
9. PÉS DE BRONZE: Significa poder para destruir os inimigos (Malaquias 4,13; 2Crônicas 28,18).
10. VOZ DE MUITAS ÁGUAS: Ele fala com autoridade como no Monte Sinai.
11. SETE ESTRELAS: São os anjos das igrejas – Anjos – mensageiros (Apocalipse 1,20).
12. ESPADA NA BOC A: É a Palavra de Deus, não o evangelho (Boas Novas) e sim, uma palavra de julgamento
(Isaías 11,4; Hebreus 4,12-13).
13. ROSTO BRILHAVA: Cristo é o resplendor da glória de Deus (Hebreus 1,3).
14. CHAVES DA MORTE E DO INFERNO: Chaves do Hades e do inferno (João 11,25).
15. TRONO: Domínio, poder, reino (38 vezes) (Apocalipse 4).
16. ARCO-ÍRIS: É o símbolo de misericórdia (Gênesis 9 e Ezequiel 1).
17. AS COROAS: São dos vencedores.
18. VINTE E QUATRO ANCIÃOS: A Igreja (N T), 24 era o número das turmas dos sacerdotes
(I Crônicas 23,4; Apocalipse 1,5-6).
19. SENTADOS NO TRONO: Eles estão reinando.
20. JESUS ABRE OS SELOS DO LIVRO: (Apocalipse 6, 1-17) - Os juízos de Deus contra os rebeldes, pecadores
e perseguidores da Igreja são revelados e executados por Jesus.
21. CAVALO BRANCO: Jesus, a Palavra que vence o diabo e julga o pecador. Só Jesus e seus seguidores andam
de cavalo branco.
22. CAVALO VERMELHO: A espada, a guerra, invasão.
23. CAVALO PRETO: Fome.
24. CAVALO AMARELO: Peste, feras, morte.
25. OS 144.000 DE ISRAEL SELADOS: Todos os servos de Deus serão preservados quando Deus derramar sua
ira sobre o inimigo da Igreja.
26. RELÂMPAGOS, VOZES, TROVÕES: Demonstração do poder de Deus.
27. SETE TROMBETAS – SETE PRAGAS (Apocalipse 8,1-9,21)

1ª Trombeta – 1/3 da vegetação queimada – Ataca a comida;
2ª Trombeta - 1/3 do mar se torna sangue – Ataca o comércio;
3ª Trombeta - 1/3 da água se torna amargosa – Ataca a bebida;
4ª Trombeta - 1/3 dos corpos celestiais se escurece – Ataca o meio ambiente;
5ª Trombeta - Gafanhotos atormentam os homens – Corrupção interna;
6ª Trombeta - 200.000.000 de cavaleiros atacam – invasão de exterior;
7ª Trombeta - Estes juízos de Deus são para advertir os opressores e chamá-los ao arrependimento.
Eles não se arrependem dos pecados. Agora só resta exterminá-los.

28. SETE TOCHAS DE FOGO: É o Espírito Santo de Deus (Apocalipse 1,4). Ele sabe tudo e ilumina.
29. MAR DE VIDRO: É a separação entre Deus e todos os seres inferiores.
No templo de Salomão. (2 Crônicas 4,2-6; Apocalipse 4,6). Santidade.
30. QUATRO SERES VIVOS: São os querubins, os defensores da justiça e santidade de Deus
(I Crônicas 28,18; Ezequiel 1 e 10);
31. UM LIVRO ESCRITO: É a história dos juízos de Deus contra os inimigos da igreja.
32. SELADO COM SETE SELOS: Se alguém não abrir o livro, o seu conteúdo está escondido (Apocalipse 22, 10).
33. NA MÃO DIREITA: O futuro está na mão forte de Deus.
34. LEÃO DE JUDÁ: É Jesus (Gênesis 49,9-10), o Rei da tribo de Judá.
35. RAIZ DE DAVI: Jesus é da família de Davi (Apocalipse 22,16).
36. UM CORDEIRO: Eis o Cordeiro de Deus que tira os pecados do mundo (João 1,29). Símbolo de mansidão,
mas vai enfrentar o dragão neste livro.
37. SETE CHIFRES: Completo poder.
38. SETE OLHOS: Os olhos do Senhor passam por toda a terra para mostrar-se forte para com aqueles cujo
coração é totalmente d’Ele (2 Crônicas 16,9).
39. NOVO CÂNTICO: O velho cântico era de Moisés (Apocalipse 15,3), que cantou quando Deus libertou Israel
do Egito.
UM NOVO CÂNTICO: É uma expressão do poder e bondade de Deus para salvar seu povo (Isaías 42,9ss).
Somente os salvos podem cantar o novo cântico.
40. REUNIÃO SOBRE A TERRA: Os cristãos já estavam reinando (Apocalipse 20,6). O privilégio dos cristãos
vai continuar.
41. OS 4 CAVALEIROS: São os quatro maus juízos de Deus (Apocalipse 7,1; Zacarias 6,1-8). Os quatro ventos são
os ataques de Deus contra os desobedientes.
42. SELO DE DEUS NA FRONTE: (Ezequiel 9) – O Senhor conhece os que são d’Ele. Isto não é garantia que os justos
não iam sofrer (Ezequiel 21,3-4).
43. PALMAS NAS MÃOS: Festa dos Tabernáculos, festa dos judeus.
44. JAMAIS TERÃO FOME: Prosperidade e proteção (Isaías 25,8; 40,8-10; Salmos 121,5-6).
45. SILÊNCIO NO CÉU: Para chamar a atenção a um evento dramático e também mostrar que o julgamento
demorou (2Pe 3,9).
46. TROMBETAS: Chamam a atenção da assembleia e também faz advertências (Números 10,1-5).
Estas trombetas vão anunciar o julgamento de Deus os perseguidores da igreja.
47. INCENSO: Os mártires por Cristo pediram vingança em oração.
48. FOGO DO ALTAR: Deus responde as orações dos justos (Tiago 5,15-18).
49. OS QUE MORAM NA TERRA: São os ímpios em contraste aos que moram no céu.
(Apocalipse 3,10; 6,10; 8,13; 11,10; 12,12; 13,6,8,12,14; 14,6; 17,8). Onde fala do mau.
50. ESTRELA CAÍDA: É Satanás o deus deste século que cega o entendimento dos incrédulos (2 Coríntios 4,4).
51. FUMAÇA DO POÇO: Satanás faz com que os da terra andem nas trevas. Roma caiu por causa da sua
decadência.
52. SELO DE DEUS: Tribulação de Apocalipse 7 e os cristãos que foram protegidos.
53. GAFANHOTOS: Medo, desconforto, superstição, conflito interior, coisas que atormentaram o povo.
54. RIO EUFRATES: De onde vieram todos os exércitos inimigos (Isaías 8,7-8; 11,15).
55. 200.000.000: Um número que aterrorizam os inimigos e alegra aos santos.
56. O LIVRINHO (10): Missão dada a João de pregar a Palavra de Deus.
57. DOCE NA BOCA: A palavra de Deus (Ezequiel 2,8; 3,3).
58. AMARGOS: Noticias dolorosas.
59. COMER O LIVRINHO: João aceitou a missão.
60. CANIÇO PARA MEDIR (11): Uma separação entre as coisas santas e as profanas. (Ezequiel 40,3,5; 42,20).
61. O SANTUÁRIO DE DEUS E SEU ALTAR: (A Igreja) 1Coríntios 3,16; Efésios 2,10-22).
62. 42 MESES: 1260 dias = 3 ½ (três anos e meio) = Um tempo, tempos e meio tempo.
É o prazo da autoridade da besta (Apocalipse 13,5).
63. 42 MESES: É um símbolo de um prazo de perseguição, mas protegido por Deus.
64. DUAS TESTEMUNHAS – AS DUAS OLIVEIRAS – OS DOIS CANDELABROS – A igreja
(Zacarias 4:1-14; Apocalipse 1,12-13,20).
65. SODOMA – EGITO – JERUSALÉM.
• SODOMA – Sede da imoralidade;
• EGITO – Escravidão;
• JERUSALÉM – Religião Corrupta.
66. MULHER (12): É o povo eleito de Deus. (Antes era a nação de Israel. Desde o calvário, é a igreja.
MULHER – é símbolo de uma nação (Isaías 50,1; 54,1ss; Miquéias 4,9 ss; Ezequiel 16)).
67. COROA: Vitória.
68. DOZE ESTRELAS: O povo de Deus (12 tribos e doze apóstolos) e sonho de José em (Gênesis 37,9-11).
69. DRAGÃO: É Satanás.
70. 10 CHIFRES: Satanás com seu instrumento de perseguição que é a besta do mar. Arrastou 1/3 parte das
estrelas (anjos) do céu. Ele quis devorar o menino Jesus quando nasceu. (Apocalipse 12,4 a). Os reis dos países
que se aliavam a Roma.
71. O FILHO VARÃO: É Jesus que escapou de todos os ataques de Satanás e mesmo sendo morto, ressuscitou
e subiu para reinar no trono de Deus. Frustrou os planos do Diabo. Jesus reina com cetro de ferro
(Salmos 2, 6-9), e justiça (Salmos 45,6; 1 Reis 2, 12; 1Crônicas 29,23; Salmos 2,7 ss; Atos 2,29,36;
Apocalipse 2,27 ss; 3,7,21).
72. GUERRA NO CÉU E O DRAGÃO EXPULSO: (Apocalipse 12,10). Satanás foi expulso quando a salvação chegou
do poder, Jesus ressuscitou.
73. VEIO O REINO: O reino de Cristo, a salvação, a autoridade (Atos 2,36; Mateus 28,18).
74. PERSEGUIÇÃO DA MULHER: (Apocalipse 12, 13-16) – São uma ampliação do (v-6) Satanás foi frustrado
no seu plano de destruir Jesus e humilhado na sua expulsão do céu, ele ficou irado com a mulher e foi persegui-la.
• Israel fugiu do deserto para escapar do dragão Faraó (Salmos 74,13; Isaías 51,9; Ezequiel 29,3).
A igreja foi perseguida, mas protegida por Deus.
• Os romanos acabaram com esta perseguição quando acabaram com os judeus no ano 70 d.C (Salmos 144, 7).
75. A BESTA DO MAR: (Apocalipse 13) – É Roma, o poder civil (os imperadores) que perseguiam a igreja.
76. SETE CABEÇAS: São 7 montes onde a cidade de Roma foi construída. São também reis ou imperadores.
77. A BESTA ERA SEMELHANTE A 3 BESTAS: • Leopardo;• Urso;• Leão.
78. CABEÇA GOLPEADA: A morte de Nero o 5º imperador. Ele era a besta quando perseguia a igreja (foi ele
que matou o apóstolo Paulo).
79. OS QUE HABITAM SOBRE A TERRA: São os descrentes (Apocalipse 13,6).
80. O TABERNÁCULO DE DEUS: A igreja.
81. A BESTA DA TERRA: (A falsa religião) – É da terra porque sua origem é humana e é descrente.
(Sua aparência como cordeiro (imitando Jesus) a marca como uma religião).
82. A MARCA NA MÃO: Os 144.000 servos de deus foram marcados para proteção divina em capítulo 7.
Os adoradores da besta também são marcados para não serem perseguidos pela besta.
Roma estabelece sindicato para controlar a vida do povo.
83. 666 – É o número da Besta do mar. Roma o poder civil (os imperadores) que perseguiam a igreja.
84. 4 VOZES: São quatro (4) manchetes do resultado do conflito.
• Justiça triunfa
• Babilônia Caiu! Caiu!
• Adoradores do imperador julgados!
Os cristãos abençoados.
85. CEIFA DE TRIGO: Salvação para os fiéis (Mateus 3,12; 3,20; Amós 9,9-10).
86. CEIFA DE UVAS: É o julgamento dos pecadores.
87. O SANTUÁRIO ENCHEU DE FUMAÇA: Deus está presente no papel de juiz (Êxodo 40,34 ss;
1 Reis 8,10-11; 2 Crônicas 5, 13-14).
88. SETE TAÇAS: (Apocalipse 16) – Julgamento total e não parcial.
89. OS REIS DO ORIENTE: Os salvos ou remidos.
90. TRÊS ESPÍRITOS IMUNDOS: Enganam as nações para irem à guerra perdida (1Reis 22,19-23).
91. A GRANDE MERETRIZ: É Roma com poder comercial (Apocalipse 17).
92. A BESTA: Os imperadores romanos que perseguiam a igreja.
• Augusto César – Tibério – Calígula – Cláudio;
• Nero (que perseguia a igreja);
• Vespasiano (o rei quando João recebeu a visão);
• Tito (só ficou 2 anos);
• Domiciano (perseguiu a igreja horrivelmente por todo o mundo, era o último dos cesares).
93. REINO DO SENHOR NOSSO DEUS: Deus sempre reinava sobre todo o universo.
94. MERCADORES DA TERRA: (Apocalipse 18)
• Poder civil que perseguia a igreja (besta do mar), Roma;
• Religião falsa (besta da terra ou profeta falso);
• O poder comercial (Babilônia, a grande prostituta).
95. FUMAÇA SOBE PELOS SÉCULOS: A mesma linguagem é usada para Edom (Isaías 34,10) e Sodoma
(Judas 7) – Significa derrota total nas mãos de Deus.
96. BODAS DO CORDEIRO: Jesus é o cordeiro e a igreja é sua noiva ou esposa (Efésios 5,22-23).
O sentido aqui é puramente “Alegria, honra e felicidade da igreja”.
97. VESTIDO DA NOIVA: Ela mesma se vestiu com seus próprios atos de justiça.
98. SEU NOME: Significa seu caráter suas virtudes, sua identidade.
99. SANGUE NO MANTO: Será que é o da cruz? Dos mártires cristãos? Dos inimigos?
100. ESPADA AFIADA: Instrumento de morte dos inimigos (Apocalipse 19,21). A espada afiada de Jesus
– Todo inimigo (Hebreus 4,12; Efésios 6,17).
101. CEIA DE DEUS: É só para os urubus. O cardápio é de carne dos inimigos mortos (Apocalipse 19,17).
Antes da batalha (v-21).
102. LAGO DE FOGO: Lugar da besta, do falso profeta, e mais tarde na visão a morte, hades, o dragão e os
pecadores. É o fim da ação pra eles.
103. DRAGÃO É PRESO POR 1000 ANOS (Apocalipse 20). Derrota de Satanás na perseguição da igreja
utilizando o Império Romano. Fim do império e não de Satanás, que será solto de novo .
104. A PRIMEIRA RESSUREIÇÃO: É das almas dos mártires os que foram mortos na grande perseguição.
105. A SEGUNDA MORTE: Os adoradores da besta que morreu também são ressuscitados só depois dos
1000 anos para serem lançado no lago de fogo. É o símbolo de derrota total.
106. O LAGO DE FOGO: Derrota total e eterna (Apocalipse 19,20; 20,10,14 e 15).
107. GOGUE E MAGOGUE: Todo e qualquer inimigo futuro da igreja que Satanás para persegui-la.
108. NOVO CÉU E NOVA TERRA: (Apoc 21) Simboliza um novo ambiente, uma nova condição de vida.
As dificuldades não existem mais. Em vez de tribulação, há benção.(Is 65 e 66).
109. TABERNÁCULO DE DEUS: Habitação de Deus e do Espírito Santo em nós. Os cristãos já são os povos
de Deus. A linguagem aqui é futura porque Ele está mostrando o resultado deste conflito. São realidades
sempre que os cristãos estão vencendo o inimigo.
110. UMA NOVA JERUSALÉM: Contraste da cidade derrotada – Roma. Apocalipse 21 mostra a igreja triunfante
na história (não está na eternidade ainda).
111. O capitulo 22 conclui a revelação dando uma advertência e um convite (venho sem demora)
Apocalipse 22,20; 2,5,16; 3,3,11). Vem senhor Jesus!

(http://www.abiblia.org/ver.php?id=9241)

A VISÃO ERRADA:

A maioria das pessoas pensa que O Apocalipse fala sobre fim do mundo.

Não é verdade!!!

Nenhum texto da Bíblia, tanto no Novo quanto no Antigo Testamento, fala sobre o final do mundo.

Sabemos que você já deve ter assistido muitos “documentários” e filmes falando do anticristo e da batalha final
entre o Bem e o Mal:

A famosa batalha do ARMAGEDOM na planície de Megido em Israel.

Megido ou Magedo é uma colina em Israel próxima de um povoado de mesmo nome.

Há muitas pessoas que dizem que esta batalha está prevista no livro do Apocalipse de João.

Não é verdade!!!

O que querem estas pessoas que VENDEM este tipo de ideia?
Normalmente ganhar alguma coisa com a ignorância alheia.

Em parte, nós, cristãos das igrejas tradicionais (católicos, luteranos, metodistas, batistas, anglicanos, etc.) temos
grande parcela de culpa por ter deixado de lado o Apocalipse de João, como se este livro fosse muito difícil e não
valesse a pena usá-lo na catequese, pois provavelmente causaria mais confusão e dúvidas.
Estudar o Apocalipse não seria importante, pois há muitos outros livros com ensinamentos mais simples e fáceis
de entender.

Que pena !!! Toda a saga de uma comunidade de heróis foi condenada a não ser lida porque grande de parte dos
padres e pastores tem dificuldade em lê-lo e entendê-lo. Isto deixou espaço para que seitas cristãs usassem
o apocalipse para manipular as pessoas menos esclarecidas.

Alfred Lappe:

"Assim, enquanto o livro da revelação secreta(= apocalipse) é excluído da catequese cristã com o argumento
de que se trata de uma obra muito difícil, cuja leitura acarretaria mais confusão do que ensinamentos claros
e fecundos para a religião, por outro lado tornou-se o “livro dos heréticos”, como o demonstraram todas as
épocas de crise da história do cristianismo, quando os movimentos adventistas ou revolucionários
dele se apropriaram.”

( Biblia - Interpretação Atualizada e Catequese- Vol.04 – Edição Paulinas - 1980 - Pág.325)

Alfred Lappe:

"O uso frequente do Apocalipse na propaganda das seitas religiosas contemporâneas, por outro lado, exige
que se forneça aos cristãos uma adequada informação e interpretação sobre o último livro da Bíblia.”

( Biblia - Interpretação Atualizada e Catequese- Vol.04 – Edição Paulinas - 1980 - Pág.353)

Pergunte a qualquer pessoa sobre o que fala o Apocalipse de João e ela dirá que fala do fim do mundo.
Não é mesmo?

Apesar de toda a EXEGESE a CATEQUESE não usa este texto maravilhoso escondido no meio do gênero apocalíptico
de João.

REGIÃO GEOGRÁFICA DAS SETE CIDADES DO APOCALIPSE DE JOÃO:

O livro traz as noticias e recomendações de um vidente de nome João. Ele fala à Igreja estabelecida em sete
cidades : Éfeso, Esmirna, Pérgamo, Tiatira, Sardes, Filadélfia e Laodicéia.

Todas estas cidades estavam no que chamamos hoje de Turquia, na Ásia Menor.

Estas cidades ainda existem ?

Éfeso: Existe hoje, a três kilometros da antiga Éfeso a cidade de Selçuk.

Esmirna: Atualmente ela se chama Izmir, sendo uma importante cidade da Turquia e considerada a maior cidade
da Turquia Asiática.

Pérgamo: Atualmente a cidade de Pérgamo está aos pés da antiga Pérgamo dos Romanos. As ruínas mostram a
riqueza e importância desta cidade.

Tiatira: Atualmente no mesmo lugar existe uma cidade do mesmo tamanho da antiga Tiatira , chamada Akhisar.

Sardes: Atualmente se pode visitar, além das ruínas da cidade de Sardes do livro do Apocalipse, uma pequena
cidade que está ao lado da Antiga Sardes. Esta pequena localidade é chamada de Sartes.

Filadélfia: Atualmente a antiga Filadélfia do Novo Testamente está ocupada pelo vilarejo de Alaseir.

Laodicéia: Atualmente existe uma moderna cidadezinha chamada de Denisli, que se expandiu em torno das fontes
de água. Nas cercanias existem importantes fontes de águas termais no local chamado Pumakkale.

Fonte: http://www.abiblia.org/ver.php?id=3596

DO QUE TRATA O APOCALIPSE DE JOÃO:

O autor fala sobre as qualidades e defeitos de cada uma das comunidades de cada cidade. Dá conselhos e,
em especial alerta a todas sobre a perseguição a que todas estão sujeitas. Que esta perseguição não terminou e
que ainda vai piorar.

Fala sobre um período determinado na história. Por volta do ano 95 durante perseguição autorizada pelo
imperador romano, Domiciano.
Veremos que parte do apocalipse foi escrito por volta do ano 70, após a perseguição de Nero, e a edição final
por volta do ano 95.Portanto o assunto é sobre a perseguição do império romano contra a Igreja nascente do
primeiro século.

JUSTIFICATIVAS PARA A DATA ENCONTRADAS NA EXEGESE:

Todos os estudiosos sérios, católicos, protestantes e até ateus acreditam que o livro fala de uma época
específica no final do primeiro século e não sobre o FIM DO MUNDO.

Alfred Lappe:

"...um livro apocalíptico encontra o seu SITZ IM LEBEN em uma época bem precisa, com seus problemas
e inconvenientes típicos..."

( Biblia - Interpretação Atualizada e Catequese- Vol.04 – Edição Paulinas - 1980 - Pág.331)

Sitz im Leben é uma expressão alemã utilizada na exegese de textos bíblicos. Traduz-se comumente por "contexto
vital ou ambiente vital". Em linguagem leiga, significa o ambiente e época na qual se deu o acontecimento.

Alfred Lappe afirma que o apocalipse trata de um acontecimento específico, numa época específica, neste caso,
o final do primeiro século. Não tem nada a ver com o fim do mundo.

Jean Danielou:

"...o gênero mesmo do Apocalipse consiste em traduzir uma mensagem de esperança para os fiéis provados....."

(Nova História de Igreja - Vol.01 – Editora Vozes - 1973 - Cap.07-Pág.103)

Jean Danielou:

"...o Apocalipse que é todo ele consagrado à glória dos"...que lavaram a veste tornando-a alva no sangue
do cordeiro. É por isso que ESTÃO diante do trono de Deus e O servem dia e noite em seu santuário.
" (7,14-15) "

(Nova História de Igreja - Vol.01 – Editora Vozes - 1973 - Cap.09-Pág.139)

Veja que o texto diz: ESTÃO e não ESTARÃO- fala no presente e não no futuro.

Jean Danielou:

"Os escritos de São João e em particular o Apocalipse alimentavam neles a imagem da tensão entre o poder
imperial e a Igreja. Esperava-se o fim dos tempos como iminente."

(Nova História de Igreja - Vol.01 – Editora Vozes - 1973 - Cap.11-Pág.159)

Alfons Weiser:

"A ressurreição e a glorificação de Cristo nos mostram que a resposta de Deus ao homem e à sua consumação
é definitiva e irrevogável. A consumação do homem e da sua história já se realizou, germinalmente, em Cristo,
e a vitória definitiva sobre todas as forças que ameaçam a vida, vitória da qual a ação de Jesus foi um sinal,
já aconteceu.”

(O que é Milagre na Bíblia – 2ª.Edição - Edições Paulinas - 1978 - Cap.1-Pág.21)

Bart D. Ehrman:

"Ele foi escrito para as pessoas que viviam na época do autor. Ele não estava antecipando o surgimento
do islamismo militante, a guerra contra o terror, uma futura crise do petróleo ou um eventual holocausto
nuclear. Ele estava antecipando que o fim chegaria na própria época do autor. Quando o autor do
Apocalipse esperava que o Senhor Jesus viesse "muito em breve (Ap 22,20)", ele realmente queria dizer
"muito em breve"- e não 2 mil anos depois.”"

(O Problema com Deus - Editora Agir - 2008- Pág.216)

JUSTIFICATIVAS PARA A DATA ENCONTRADAS NAS ESCRITURAS:

Agora vejamos as justificativas encontradas na Bíblia que confirmam ser o Apocalipse um texto que fala para uma
época específica e não sobre o FIM DO MUNDO.

“Estas coisas lhes aconteceram para servir de exemplo e foram escritas para a nossa instrução, nós que
fomos atingidos pelo fim dos tempos.” (1 Cor 10,11).

Paulo considera que já estavam no fim dos tempos.

“Em verdade vos digo que esta geração não passará até que tudo isso aconteça.” (Marcos 13,30).

“Em verdade vos digo que esta geração não passará sem que tudo isso aconteça.” (Lucas 21,32).

“Em verdade vos digo que esta geração não passará sem que tudo isso aconteça.” (Mateus 24,34).

Esta citação faz parte da Parábola de Figueira que está dentro do DISCURSO ESCATOLÓGICO, quando Jesus
estava a caminho de Jerusalém para os eventos da Páscoa. Fala sobre:

- O final dos tempos;

- A grande tribulação de Jerusalém;

- A manifestação gloriosa do Filho do Homem e

- O julgamento final.

Em Mateus o discurso escatológico vai de 24,1 a 25,46.
Em Marcos de 13,1 a 13,37.
Em Lucas de 21,5 a 21,36

É importante destacar que Jesus afirma que tudo acontecerá no decurso de uma geração:

Jerusalém foi destruída no ano 70 dC e os acontecimentos do Apocalipse dos anos 70 até o final do primeiro século.

“Quando vos perseguirem numa cidade, fugi para outra. E se vos perseguirem nesta, tornai a fugir para uma
terceira. Em verdade vos digo que não acabareis de percorrer as cidades de Israel até que venha o Filho
do Homem.” (Mateus 10,23).

“Ele disse-lhes:”Estais vendo tudo isto? Em verdade vos digo: não ficará aqui pedra sobre pedra que não
seja demolida.””.(Mateus 24,2).

“E este Evangelho do Reino será proclamado no mundo inteiro como testemunho para todas as nações. E
então virá o Fim.” (Mateus 24,14).

“Eu vos digo, verdadeiramente, que alguns dos presentes não provarão a morte até que veja, o Reino
de Deus.” (Lucas 9,27).

“Não se poderá dizer: “Ei-lo aqui! Ei-lo ali!.”, pois eis que o Reino de Deus está no meio de vós.....
.....Mas será preciso primeiro que ele sofra muito e seja rejeitado por esta geração.” (Lucas 17,21.25).

Como você pode ver, as citações dos Evangelhos Sinóticos afirmam que tudo aconteceria no decurso de uma
geração.

Os textos das Escrituras que datam mais próximos do Apocalipse são as cartas de João. Na primeira delas são
feitas várias referências ao fim dos tempos, o anticristo, etc. Temas análogos aos do Apocalipse:

“Filhinhos, é chegada a última hora. Como ouvistes dizer que o Anticristo vem e já vieram muitos anticristos:
daí reconhecemos que é chegada a última hora.” (1Jo 2,18).

“...e todo espírito que não confessa Jesus não é de Deus; é este o espírito do Anticristo. Já ouviste dizer que
ele virá; e agora ele já está no mundo.” (1Jo 4,3).

“Porque muitos sedutores espalharam-se pelo mundo, que não confessam a Jesus Cristo encarnado.
Este é o Sedutor, o Anticristo.” (2Jo 7).

Terminaremos com três citações do próprio Apocalipse afirmando se tratar da época do autor:

“Revelação de Jesus Cristo: Deus lha concedeu para que mostrasse aos seus servos as coisas que devem
acontecer muito em breve. (Ap,1,1).

“Escreve o que viste: as coisas de agora e o que acontecerá depois.” (Ap 1,19).

“Aquele que atesta estas coisas, diz: “Sim, venho muito em breve!” Amém! Vem Senhor Jesus!”” (Ap 22,20).

Resumindo:
João declara que aquele momento é a última hora e que é a época do anticristo. Ele afirma que o anticristo já
está no mundo. O Apocalipse, então, trata de época do autor. A perseguição que o império romano praticava
contra a Igreja do primeiro século.

Bibliografia:

- Biblia de Jerusalém – NT – Edições Paulinas - 1973

- Biblia de Jerusalém – Editora Paulus - 2014

- Biblia do Peregrino- NT - Editora Paulus - 2005

- Alfred Lappe – As Origens da Bíblia – Vozes 1973

- Alfons Weiser – O que é Milagre na Bíblia – 2ª.Edição – Edições Paulinas - 1978

- Alfred Lappe – Interpretação Atualizada e Catequese – Vol.04 – N.T. – Paulinas -1980

- J.Auneau – F.Bovon – M.Gougues E.Charpentier-J.Radermakers –Evangelhos Sinóticos e Atos dos Apóstolos- Ed. Paulinas – 1985

-Jesus de Nazaré - Do Batismo no Jordão à Transfiguração. - Joseph Ratzinger - Bento XVI - Ed.Planeta -2017-

- A Comunidade do Discípulo Amado. - Raymond Edward Brown - Ed.Paulus -2013

- (http://www.abiblia.org/ver.php?id=9241)

Voltar ao Menu