CARACTERÍSTICAS DO EVANGELHO DE LUCAS



A COMUNIDADE era de não-judeus, quer dizer gregos, ou gentios, das comunidades iniciadas por Paulo.

Já estão completamente separadas do judaísmo. A separação foi dura e difícil e, há trinta anos, Paulo teve de brigar muito por isso. Agora, porém, é preciso afirmar que o cristianismo veio do judaísmo, e não nega a sua origem. Jerusalém é a nossa mãe. Nossas comunidades se separaram dos judeus, porque eles não quiseram aceitar a pregação de Paulo, só por isso. Os Apóstolos são importantíssimos, a ligação com eles e a organização das comunidades garantem a ligação com Jesus. Nessa comunidade os excluídos: prostitutas, ladrões (exploradores como os publicanos), não-judeus, samaritanos e estrangeiros em geral, como é a maioria na comunidade, pobres, mulheres, todos têm vez e voz. Há, entre eles, uma grande devoção ao Espírito Santo. Fogem dos conflitos com o Império Romano que está se sentindo ameaçado pelo cristianismo, que passou a ser religião proibida.

- Observar onde começa e onde termina o Evangelho de Lucas (1,8; 24,53)
- Descobrir as características da comunidade na anunciação e na visita de Maria a Isabel (1,26-56)
- ATOS: Notar a presença do Espírito Santo no início do Ev. e no início dos Atos (caps. 1 e 2)
- Descobrir características da comunidade de Lucas no episódio de At 13,42-52 e no de At 16,35-39

FIGURA DE JESUS

Jesus mostra o carinho especial de Deus para com todos os excluídos: os pobres, as mulheres, os pecadores discriminados, os samaritanos e os gentios
Jesus é o Salvador universal, veio para toda a humanidade.
É homem de oração, exigente, radical.

Mesmo na Paixão, ele não fica tão humilhado como o Jesus de Marcos; está sempre perdoando e salvando a todos. Ele é "o Senhor" ressuscitado que caminha conosco hoje ainda e que ficou com a gente para não deixar escurecer (24,13-35).

Descobrir os traços da figura de Jesus em um ou mais destes episódios que só se encontram em Lucas:
7,11-18; 7,36-50 e 8,1-3: 9,51-62; 10,25-38; 12,13-21; 14,1-12; 15,1-32; 16,19-31; 17,11-19; 19,1-10; 24,13-35


FIGURA DA COMUNIDADE: ATOS DOS APÓSTOLOS

Características da comunidade-modelo (sonho esquecido? perdido? impedido?) em At. 2,42-47; 4,32-37; 5,12-16. Será essa a proposta da comunidade de Lucas?
Organização e entrosamento das comunidades: At 14,21-27
Levar o Evangelho ao mundo inteiro: At 1,8. Descobrir esse caminho do Evangelho em todo o livro: em Jerusalém, caps. 1 a 6; na Judéia, 8,1-4; na Samaria, 8,5 em diante; até os confins do mundo, caps. 9 até o final (em Roma).
DIANTE DO MUNDO

Evita conflitos com o governo, até elogia as autoridades quando possível, mas mostra que alguma coisa tem de ser diferente. Não deve haver exclusão. O mal da sociedade humana é ser uma sociedade de exclusão, quer dizer, uma sociedade que tem lugar só para quem tem dinheiro e onde a maioria fica de fora. O dinheiro ou Deus! O dinheiro é desumano, Deus é humano. "De repente a nossa vista clareou e descobrimos que o pobre tem valor!" A mulher precisa ser mais valoriza-da. A religião não é para enquadrar ninguém como pecador. O migrante, o estranho, o que não é cidadão do lugar, precisa ser mais respeitado. E não deve haver discriminação.

EVANGELHO: - Os políticos: 13,31-33 - Ricos e pobres: 16,19-31 - A conversão do rico: 17,1-10 - Administrar bem é fazer aumentar as riquezas?: 16,1-8 e 9-15 - O que é ter temor de Deus: 18,1-8
ATOS - As autoridades romanas são corretas, os judeus é que criam problemas: At 16,35-39; 17,5-9; 18,12-16; 21,30-39.22,22-29; 25,13-16 - Os poderosos se sentem incomodados com os atos e palavras de Paulo: 13,50; 16,16-24; 19,23-28;